Matriz: (37) 3214-0769
Filial: Catanduva/SP (17) 3523-9221

A FALTA DE SANEAMENTO IMPACTA A VIDA DOS TRABALHADORES

A FALTA DE SANEAMENTO IMPACTA A VIDA DOS TRABALHADORES

Por:Nattacha Resende
Sem categoria

30

abr 2021

No sábado, 1 de maio, é comemorado o Dia do Trabalho, data celebrada internacionalmente.

 

A ausência do saneamento básico traz grandes danos a sociedade, um deles é a educação. Além da educação, impacta também a vida profissional das pessoas de diversas maneiras.

 

Áreas sem acesso aos serviços de esgoto têm maiores índices de internação de veiculação hídrica e entre os habitantes desses locais há um maior número de dias afastados do trabalho. Além disso, impacta na diferença salarial, dados retirados do Painel do Saneamento indicam que em 2019 a renda mensal média de pessoas que moram em áreas com saneamento foi de R$ 3.028,06, enquanto a média da renda das pessoas sem saneamento no mesmo ano foi de R$ 514,99.

 

Estima-se que cerca de 100 milhões de pessoas ainda não tenham acesso ao esgotamento sanitário, conforme aponta o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS, base 2019). Os milhões de brasileiros sem acesso à água chegam a quase 35. E somente 49% dos esgotos gerados são tratados, ou seja, grande parte da população está sujeita a ter seu trabalho prejudicado por conta dessas condições.

 

As obras de saneamento têm efeitos diretos, indiretos e induzidos de geração de empregos. De forma direta, a realização de obras por empresas de saneamento ou pelo governo requer a contratação de uma construtora e de empregados, que recebem salários. A construtora contratada para realizar as obras de saneamento, por meio da compra materiais de construção e contratação de serviços de outras empresas, sustenta de forma indireta empregos e renda na cadeia produtiva da construção. O terceiro efeito é chamado de induzido, que se deve ao fato de que, ao se contratar trabalhadores, seja para as obras, seja para a produção de materiais de construção ou para a prestação de serviços de apoio, é gerada renda para essas pessoas, que ao consumirem movimentam a economia de outros setores.

 

Um exemplo de como o investimento em saneamento traz grandes benefícios para geração de empregos pode ser visto em um estudo realizado pelo ITB intitulado “Benefícios Sociais e Econômicos da Expansão do Saneamento Básico no Estado do Acre”. O material constata que os investimentos a serem realizados nos próximos 35 anos no Acre devem somar R$ 1,439 bilhão em valores correntes, o que seria suficiente para incorporar quase 590 mil pessoas no sistema de distribuição de água tratada e cerca de 830 mil pessoas no sistema de coleta de esgoto.

 

Ainda no universo de tempo até 2055 se espera um crescimento na geração de empregos e renda pelos investimentos na expansão das redes num patamar de 9 mil postos de trabalho na região. A renda gerada pelos investimentos e atividades deve alcançar R$ 1,7 bilhão até o final do período.

 

Com base nos modelos de produtividade e remuneração do trabalho, estima-se que haverá um forte aumento na produtividade devido à dinâmica futura do saneamento do Acre. O valor presente, o aumento de renda do trabalho com a expansão do saneamento entre 2021 e 2055 será de R$ 111 milhões ao ano, ou seja, um ganho no período de R$ 3,9 bilhões.

 

Saneamento é saúde, qualidade de vida e gera empregos, investir no básico traz ganhos gigantes para todos.

 

Fonte: Trata Brasil


Compartilhe: